Atividade física na senioridade

Atividade física na senioridade

Estima-se que 30% dos idosos brasileiros têm dificuldade de realizar tarefas diárias, segundo dados do Ministério da Saúde. Além disso, 69,3% deste público sofre de, pelo menos, uma doença crônica, normalmente relacionada ao sedentarismo, que surge antes mesmo de a terceira idade chegar.

Hoje, a Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê ao menos seis medidas para preservar a capacidade individual do idoso, que representará cerca de 20% da população brasileira em 2030, tendo como primeiro item a conservação da função musculoesquelética.

Esta regra determina o exercício físico como o principal meio de combater o envelhecimento do corpo, que deve ocorrer em boas condições mesmo com o desgaste natural do organismo.

De acordo com o educador físico Rafael Oliveira, da SELFIT Academias, uma rotina diária de 40 minutos é o suficiente para reduzir os efeitos que sofremos com o passar dos anos, além de uma alimentação balanceada.

“A atividade física na terceira idade é fundamental para ajudar em problemas típicos desta fase, como a sarcopenia, que é a perda de massa muscular, o equilíbrio e a cognição, que também são afetados”, explica o profissional.

As mudanças fisiológicas do cérebro, assim como a alteração de ritmo no dia-a-dia, podem gerar sensação de impotência, desenvolvendo quadros de depressão e ansiedade, que também podem ser evitados em uma rotina ativa de exercícios.

“Para uma pessoa com mais idade, que ainda tenha mobilidade, uma caminhada, que é um exercício de impacto, ajuda no aumento da densidade dos ossos, contribuindo para uma maior resistência dos membros”, acrescenta Oliveira.

Ainda segundo o especialista, atividades como natação e hidroginástica também são indicadas para aqueles que possuem problemas musculoesqueléticos, assim como pilates e yoga.

Sobre a SELFIT

A SELFIT Academias foi fundada em 2012, com a primeira unidade implantada em Salvador, na Bahia. Em 2015, a rede decidiu se associar ao fundo H.I.G Capital, elevando o negócio a uma nova escala e acelerando o seu crescimento.

A marca inovou na construção de um modelo proprietário com a criação de uma estrutura única, composta por espaços especiais conectados às principais tendências mundiais.

A SELFIT iniciou em 2019 um forte processo de expansão para o Sudeste brasileiro, que inclui o sistema de franquias também.

Até o final de 2020, a meta é chegar a mais de 120 unidades em todo o País. O formato da academia tem o objetivo de atender às necessidades dos alunos que desejam encontrar a sua melhor versão, desenvolvendo uma relação de felicidade, leveza e prazer com os exercícios.

Fonte: Segs